controle comportamental

Muitas crianças fogem do controle dos próprios pais em determinadas situações, e para ir ao dentista a mesma coisa. Em um primeiro contato com a criança é muito difícil adquirir sua confiança, precisando assim passar bastante segurança, principalmente por estar com os pais juntos dentro da sala. Quando a presença dos pais atrapalha ao invés de ajudar, aguardar na sala de espera faz uma transformação em muitas crianças que são inseguras, para terem seus pais de volta acabam ajustando melhor seu comportamento e parando de ter atitudes de crianças mimadas.

O controle comportamental é dedicado exclusivamente aos responsáveis que foram acompanhar a consulta, imagina um dentista bem legal que pretende ser amigo das crianças e não pode fazer um papel mais ríspido para que a criança possa se afinizar pelo ambiente lúdico e pelo profissional já desde o início deixando sempre boas recordações.